A qualidade do básico

Numa era em que o futebol está cada vez mais evoluído e complexo por vezes perdemos um pouco o Norte, esquecemo-nos que os gestos básicos, a natureza mais simples deste jogo é fundamental para a construção de um jogar colectivo de grande qualidade, numa fase em que os pormenores técnicos que levantam estádios enchem as capas de jornais é bom salientar a importância dos dois gestos mais importantes do nosso jogo, simplesmente, passe e recepção.

Felizmente temos equipas que nos fazem perceber a importância destes dois movimentos, a qualidade de passe e recepção (orientada) são quanto a mim os dois pilares cruciais para um “jogar” de alto nível. Basta pensarmos no Barcelona de Pep Guardiola, a equipa blaugrana que encantou o mundo no ano passado com o seu futebol espectacular, recheado de bons pormenores e de grandes valores individuais mas assente num jogo de grande segurança no passe, de constante movimentações, de trocas posicionais capazes de abrir qualquer defesa e de enorme qualidade na posse de bola.

A posse, com qualidade, é a arma mais capaz para qualquer equipa que pretenda fazer do bom jogar o seu lema, e para esta existir o passe e recepção são indispensáveis. Qualquer jogador que tenha qualidade nestes dois aspectos, tem à partida melhores condições para singrar, isto é particularmente visível no futebol de formação, qualquer miúdo que consiga aliar estes dois gestos a uma inteligência e poder de decisão capaz está num patamar superior à grande maioria e por isso mesmo o treino destes dois movimentos deveria ser primordial nos escalões jovens.

A evolução destes dois gestos e a sua importância são cada vez mais significativos no panorama actual, um bom exemplo disso mesmo é o novo Internazionale de José Mourinho, perdeu Zlatan Ibrahimovic mas ganhou uma equipa, muito mais seguro e apoiado no sector recuado, com uma qualidade de passe superior no miolo e com Milito e Eto’o a darem a mobilidade necessária ao “jogar” de Mourinho, esta equipa é muito superior à que conquistou a Serie A na época passada e o passe é agora uma constante muito superior, as imediatas linhas de passe ao portador da bola, as movimentações, a delineação de triângulos e losangulos na construção do jogo da equipa é assente numa capacidade de passe e recepção muito acima da média e isso fará toda a diferença na presente temporada. Para já ficamos com um exemplo daquilo que poderemos ver em Milão esta época.



3 comentários:

Anónimo disse...

O regresso do épico "Domingo Desportivo" à antena da RTP não era interessante?

http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2009N374

Leiam a petição e ajudem na sua divulgação.

PB disse...

excelente texto

Anónimo disse...

http://worldultra1993.blogspot.com/

http://worldultra1993.nice-forum.com/